India Pale Ale

Categories: Estilos,Mitos

“Dez entre dez brasileiros preferem feijão…”

– Gonzaguinha

Se você perguntar às pessoas que você conhece, que gostam de cervejas artesanais, qual o estilo preferido delas, é bem capaz de você ouvir da maioria a seguinte resposta: IPA! Ultimamente os fãs desse estilo tem se multiplicado exponencialmente aqui no Brasil, fenômeno já observado no mercado norte-americano alguns anos atrás.

O estilo India Pale Ale surgiu de uma variação do estilo Pale Ale, que, como o nome sugere, trata-se de uma cerveja que utiliza o “pale malt“, ou malte pálido (tradução livre). Muitos repetem a história de que o estilo India Pale Ale surgiu para as viagens da Inglaterra para a India, alegando que a carga extra de lúpulo fazia com que a cerveja durasse mais tempo, mas a verdade é um pouco diferente, registros mostram que o termo East India Pale Ale começou a aparecer por volta de 1835 e o mercado indiano já recebia cervejas britânicas desde 1711 (caso queira ler mais sobre a origem do estilo, sugiro os seguintes artigos Desmistificando a IPA e IPA: the executive summary), e não eram apenas East India Pale Ale, eles consumiam Porters e outros estilos também, mas convenhamos de que a ideia de  uma cerveja mais alcoólica e mais amarga tenha sido criada apenas porque as pessoas queriam beber cerveja em um país distante é bem mais interessante de se contar, né?

LupulosMas por que tantas pessoas gostam das IPAs? Diversos fatores podem influenciar isso, desde uma preferência particular por sabores mais fortes quanto a insistência de amigos mais próximos dizendo que aquela é a melhor cerveja. Nós somos bombardeados por influências externas o tempo todo, então é natural que ao ver diversos amigos viajando e bebendo bombas de lúpulo, desejemos provar daquilo também.

As IPAs, em sua essência, se caracterizam por cervejas de tom mais acobreado, com uma porcentagem de álcool entre 5,0% e 7,5%, possuem um bom corpo e, apesar da quantidade extra de lúpulos, o ideal é que ela seja equilibrada, nem tanto destaque para o dulçor do malte e nem tanto para o amargor do lúpulo, no aroma as notas predominantes são herbais, sempre bemIndia Pale Ale frescas. Claro que esses parâmetros não são sempre respeitados e os cervejeiros adoram criar suas variações como as Session IPAs (com teor alcoólico abaixo dos 5%), as Imperial IPAs (com teor alcoólico acima dos 7,5%), as Black IPAs (o nome não faz muito sentido, já que uma cerveja não pode ser “black” e “pale” ao mesmo tempo, por isso algumas pessoas chamam de India Black Ale, que além do frescor e amargor do lúpulo, possuem um toque de torrefação) e outras.

Existem alguns movimentos cervejeiros que buscam desmistificar as IPAs, alegando que grande parte das cervejas que levam esse nome estão completamente fora do estilo, fato é que o nome IPA ajuda a vender cerveja em certas localidades, e por isso muitos fabricantes e comerciantes usam e abusam desse nome, inclusive nesse post Fake IPA, Don Russel conta a história de um Brewpub que sempre mantinha alguma cerveja “irlandesa” em pelo menos uma das torneiras, quando questionado, respondeu que naquela cidade se tiver a palavra “Irish” no nome, a cerveja vende, e por isso tanto fazia a receita que ele estivesse utilizando, ele sempre colocava o nome “Irish” em alguma produção, fosse ela uma Brown Ale, Pale Lager ou qualquer outra. Curioso, não?

É comum encontrarmos pessoas dizendo que esse ou aquele estilo de cerveja é o melhor, não preste muita atenção nisso, busque seu próprio estilo, beba todos os tipos de cerveja antes de condenar ou exaltar algum em particular, e depois refaça todo o caminho, nosso paladar muda com o tempo, e o que antes era amargo demais para você, hoje pode ser suave ao ponto de você querer se certificar de que é a mesma cerveja. No final das contas, o que importa é o seu paladar. Pode ser que você experimente uma IPA e não goste, que odeie as Porters e Stouts quando as prová-las e que se encante com uma Rauchbier!

Nos próximos posts, detalharemos outros estilos de cerveja que podem ser encontrados aqui no Brasil.

Vinicius Costa
Author: Vinicius Costa

Carioca, já foi desenvolvedor de sistemas, fotógrafo e bonsaísta. Resolveu colocar sua paixão por cervejas à prova. De Pilsner à Russian Imperial Stout, passando por Barley Wines, Sours e Rauchbiers, sendo cerveja, tá valendo. Continua regando seus bonsai, mas hoje cuida mais do Cerveja Social Clube. Cerveja preferida? A próxima!

3 Responses to "India Pale Ale"

  1. Rodolfo de Paula Posted on 21 de maio de 2014 at 12:12

    Bacana a matéria Vinicius. Jimmy no fundo da foto, hauehhuaehueauheaea.

  2. Taylor Posted on 21 de maio de 2014 at 18:44

    Ótimo texto, Vinícius.

  3. nero Posted on 30 de abril de 2015 at 19:52

    É comum encontrarmos pessoas dizendo que esse ou aquele estilo de cerveja é o melhor, não preste muita atenção nisso, busque seu próprio estilo, beba todos os tipos de cerveja antes de condenar ou exaltar algum em particular, e depois refaça todo o caminho, nosso paladar muda com o tempo, e o que antes era amargo demais para você, hoje pode ser suave ao ponto de você querer se certificar de que é a mesma cerveja. No final das contas, o que importa é o seu paladar. Pode ser que você experimente uma IPA e não goste, que odeie as Porters e Stouts quando as prová-las e que se encante com uma Rauchbier! – vc falou tudo …….. vc e o cara ;/////////////////////

Deixe uma resposta