Tupiniquim Saison de Caju

Categories: Cervejas

A cervejaria Tupiniquim surgiu há menos de 1 ano, mas logo de início já lançou alguns rótulos que merecem destaque. Além da Red Ale e da Weizen (ambas em garrafas de 1 litro), ela resolveu seguir um caminho diferente, com cervejas colaborativas e de estilos mais -digamos assim- arriscados para uma nova cervejeria. Duas IPAs (em parceria com a Evil Twin), uma Double IPA (em parceria com a Omnipollo) e agora uma Saison, em parceria com a Stillwater Artisanal Ales.

A Stillwater é conhecida por fazer apenas cervejas no estilo Saison, o que pode parecer estranho para muitas pessoas, só que para Brian (cervejeiro da Stillwater), o estilo é bem amplo, já que ele surgiu nas fazendas da Bélgica (o estilo Saison também é conhecido por Farmhouse Ale) e naquela época os cervejeiros utilizavam o que tinha à sua disposição para produzir sua cerveja, ou seja, dizer que uma cerveja Saison precisa levar qualquer ingrediente específico (como coentro) é limitá-lo demais, é claro que o BJCP (Beer Judge Certification Program) e a Brewers Association pensam diferente, mas o bom do universo cervejeiro é isso, liberdade para criar!

Saison de Caju

Na elaboração da Saison de Caju, Brian optou por utilizar as frutas caju e manga, e ambas são facilmente percebidas no aroma da cerveja que possui uma coloração bem clara e uma boa formação de espuma de média duração. Trata-se de uma cerveja equilibrada, com 6,8% de álcool e um amargor bem suave que aparece ao final de cada gole, essa é uma daquelas cervejas que você para o que está fazendo para apreciar. O ponto forte dessa cerveja é o aroma, que domina a experiência do início ao fim com toques cítricos sendo alternados com o adocicado da manga e do caju.

Brian também fez uma cerveja colaborativa com a 2Cabeças, a Caramba!, uma cerveja também do estilo Saison só que dessa vez ele optou por usar a Carambola como ingrediente extra, e logo logo você poderá vê-la por aqui.

Saison de Caju

Vinicius Costa
Author: Vinicius Costa

Carioca, já foi desenvolvedor de sistemas, fotógrafo e bonsaísta. Resolveu colocar sua paixão por cervejas à prova. De Pilsner à Russian Imperial Stout, passando por Barley Wines, Sours e Rauchbiers, sendo cerveja, tá valendo. Continua regando seus bonsai, mas hoje cuida mais do Cerveja Social Clube. Cerveja preferida? A próxima!

Deixe uma resposta